quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

Election - Eleições (1999)

Senhora Presidente

Antes do reconhecimento mundial que obteve com "Sideways", Alexander Payne foi o realizador desta deliciosa comédia satírica que se movimenta no universo adolescente. A acção desenrola-se num liceu norte-americano: Jim McAllister é um respeitado professor de Estudos Sociais que se dedica de corpo e alma à profissão. Ele adora a influência que tem nos seus jovens estudantes, mas existe uma aluna com quem embirra infernalmente: Tracy Flick. Tracy é alguém para quem a escola é tudo na vida, não se importando sequer com o facto de ser uma solitária nem com o moderar da sua personalidade demasiado ambiciosa. Mas ela é alguém que veste capa de santa: acontece que Tracy envolveu-se com um professor, amigo de Jim, destruindo-lhe a vida familiar e profissional e saindo ilesa de toda essa situação. Quando Tracy se candidata a presidente do Corpo Estudantil, Jim começa a arquitectar um plano para lhe sabotar a campanha eleitoral e assim vingar o amigo. O professor convence um aluno irremediavelmene bronco, mas popular, a entrar na corrida pelo cargo, de forma a destronar a posição de destaque de Tracy. O que se vai passar naquele anónimo liceu durante a época de campanha é um espectáculo de sangue, suor e lágrimas de fazer corar as presidenciais americanas. "Election" adapta o livro de Tom Perrotta (o autor de "Little Children") e examina as atribulações do quotidiano de alguns estudantes, para quem a escola funciona como um segundo lar onde podem desempenhar um papel de grande relevo. Payne carrega na acidez para caracterizar este painel, mas é lúcido ao ponto de não atirar os seus adolescentes para os simplismos sociológicos que são banalizados na televisão, nomeadamente nas populares séries juvenis. Tracy é o exemplo perfeito: é verdade que ela é irritante e cínica, mas também se reconhece que é empenhada e responsável nos projectos que leva avante. No meio, Payne ainda tem espaço para descrever o exagero em torno de algumas acções escolares, que são aqui retratadas como tarefas com uma dimensão ao nível governamental. Matthew Broderick veste bem o papel do professor implacável que não quer ver a aluna a triunfar (apesar dele próprio não ser um santo) e Reese Witherspoon rouba o filme enquanto Tracy. O resultado é uma comédia divertida, que foi abençoada pela crítica e que já na altura dava indícios do talento do seu realizador.


Classificação: 3/5

7 comentários:

wasted blues disse...

Simpatizo com este filme. Comprei-o recentemente na Fnac por uma bagatela (€4.99). Claro que o realizador estava ainda por amadurecer... e "Sideways" provou-o.

curse of millhaven disse...

por falares ali em baixo nos melhores posters dos ultimos anos... sinto que este é um dos piores posters!! lol é TÃO mau!!!!

:D

Cataclismo Cerebral disse...

Wasted Blues: É um filme simpático, de facto. Isso é que foi uma bagatela!

Curse: Como eu concordo contigo! O poster é nojento...

Bjs!

blueminerva disse...

Não conhecia este "Election". É mais um a juntar à lista.
Vi o "Sideways" e gostei muito.
Um abraço

Anônimo disse...

Muito bom filme!
Alexander Payne sempre em bom nível. Reese Witherspoon arrasa.
Luis

Maria del Sol disse...

Off-post: já consegui ver o "High Fidelity" e adorei. Obrigada pela sugestão :)

Cataclismo Cerebral disse...

Blueminerva: Este filme anda de braço dado com o teu acutilante sentido de humor. Se o encontrares, dá-lhe uma oportunidade :)

Luís: É um filme cool, sem dúvida.

Maria: De nada! Já calculava que irias gostar.

Bjs e abraço!