segunda-feira, 19 de novembro de 2007

Everyone Says I Love You - Toda A Gente Diz Que Te Amo (1996)

A Difícil Arte de Amar

"Um filme musical para gente como eu que não sabe cantar". Foi desta forma honesta e cómica que Woody Allen definiu o seu belo filme de 1996. "Everyone Says I Love You" é uma comédia deliciosa que mistura as habituais neuroses do realizador nova-iorquino com o encanto do cinema musical, revelando um Allen mais light que procurou evidenciar a beleza e o encanto de uma certa inocência amorosa. O filme é um prodígio de simplicidade e comoção, que mostra o enorme respeito que houve na abordagem a este género cinematográfico. É tão ingénuo e sentido que faz lembrar as velhas glórias musicais da MGM, em que se cantava e dançava efusivamente e sem qualquer tipo de complexos. O argumento resume-se às divertidas encruzilhadas das diversas histórias de amor, que estão devidamente entrelaçadas com a música. O elenco é espantoso (Julia Roberts, Edward Norton, Goldie Hawn, Natalie Portman, Alan Alda,...) e quase todos os actores se safam bem na difícil tarefa do canto, excepto Drew Barrymore que teve de ser dobrada. Pode até ser um filme ligeiro, mas não é por isso que deixa de ser muito bom e uma das melhores fitas dos anos 90. É uma obra especial e encantadora (repleta de cenas memoráveis), que permanece na memória muito depois de a termos visto. Aconselha-se o visionamento nesta altura do ano, em que o frio que bate à porta convida a uma bebida quente e a um bom filme deste tipo.

Classificação: 5/5

9 comentários:

Knoxville disse...

O Woody é o meu realizador favorito, mas nunca tive oportunidade de ver este seu "musical". Agora, dê por onde der, vou ter que arranjar isto ;) Um abraço CC!

Wiliam Domingos disse...

Opa....blog bacana!
Tb tenho um blog de cinema, depois passe por lá!
xD

Todos dizem eu te amo é uma obra light como vc disse! Woody Allen sabe fazer cinema sério, cinema artístico e cinema musical! Ai está a prova magnífica de seu talento...
Eu não daria nota 5 de 5...
Abraço!

JHB disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gustavosampaio disse...

a minha ex-namorada roubou-me, literalmente, este filme...

:(

Luís disse...

apesar de não ser o meu favorito do allen, gostei bastante quando o vi no cinema....txiii... já vão 11 anos?:)

Cataclismo Cerebral disse...

Knoxville: Pode ser que encontres a edição da série y a um preço razoável. Foi assim que deitei as mãos ao filme.

William: Woody é um realizador versátil que não tem medo de correr riscos nos vários géneros. O saldo é quase sempre excelente...

jhb: Pois, as críticas que já li ao Canções de Amor dizem que é uma maravilha. Tenho pena de o ter perdido nas salas...

Gustavo: Maldita, que te fanou um filme tão porreiro! ;)

Luís: Também não é o meu favorito do Allen (esse lugar é ocupado pelo Manhattan), mas está à vontade no meu TOP 10. Pois é, o tempo passa bem depressa não é? :(

Abraços!

wasted blues disse...

De-li-cio-so! Um dos meus favoritos do Woody!

Maria del Sol disse...

Ainda não vi (para variar) mas com este tempo outonal estou mesmo na "mood" certa para me dedicar a isso ;)

Cataclismo Cerebral disse...

Wasted Blues: E está tudo dito, concordo em absoluto! ;)

Maria: E é um filme que nos deixa numa good mood, acredita :)

Bjs