sábado, 19 de janeiro de 2008

Thelma & Louise (1991)

Dias De Liberdade

Thelma e Louise são grandes amigas que decidem partir ao encontro de um fim-de-semana de descanso e puro deleite, fugindo assim por pouco tempo aos seus quotidianos deprimentes. A rápida paragem num bar vai-se revelar um inferno: entre copos e algumas danças, Thelma cai nos braços de um playboy que a tenta violar no parque de estacionamento do bar. Mas Louise intervém e, num acesso de fúria, dispara mortalmente sobre o homem. Em choque, Thelma e Louise metem-se à estrada e tentam planear o seu destino, ao mesmo tempo que começam a ser perseguidas pelas forças policiais. "Thelma & Louise" é um fabuloso road-movie no feminino, com duas personagens complexas e cativantes (e todos sabemos o quão raro é um filme com dois papéis femininos fortes e representados por alguém com mais de 30 anos). O filme de Ridley Scott entra nas teias da alma feminina e o que resulta é um processo eminentemente catártico. O que está aqui em jogo é a busca da verdadeira identidade, o quebrar das amarras e um olhar sobre a solidez (e importância) de uma grande amizade. "Thelma & Louise" tem fé na perseverança e na maturidade e, acima de tudo, é um elogio às escolhas que fazemos para as nossas próprias vidas. A par disso, é um curioso passeio pelo interior da América, perscrutando os seus patrimónios e as suas gentes, e esse vislumbre consegue ser tão contemplativo quanto angustiante. O filme é algo traiçoeiro, na medida em que inicialmente aparenta ser apenas um road-movie com pitadas de humor, mas após o incidente no bar percebemos que as voltas estão-nos a ser trocadas e que cedo vamos entrar num drama emocionalmente estimulante e compensador. Aquele final assombroso é o exemplo disto mesmo: é um expoente memóravel e devastador. Geena Davis e Susan Sarandon (duas das actrizes que mais prezo), são fenomenais na materialização do desejo de quebrar as suas fronteiras individuais e de alcançar o cheiro da liberdade. A química entre elas resulta em pleno e esse é um factor decisivo para o sucesso do próprio filme. Ridley Scott (o realizador de "Blade Runner" e "Alien") tem em "Thelma & Louise" um dos seus trabalhos mais equilibrados, que aos poucos está a cultivar a aura de clássico. Para mim já atingiu esse estatuto.


Classificação: 5/5

4 comentários:

dona disse...

que boas memórias...

blueminerva disse...

A incrível jornada de duas mulheres. Que grande filme!
Um abraço

Rui Luís Lima disse...

Esta é sem dúvida alguma uma das melhores películas de Ridley Scott.
Abraço cinéfilo

Cataclismo Cerebral disse...

Dona: Pois é, este deixa saudosismo!

Blueminerva: Subscrevo inteiramente! :)

Rui: Também acho, embora poucos o admitam.

Abraços!