terça-feira, 31 de julho de 2007

Intimacy - Intimidade (2001)

A Incomunicabilidade No Amor

Ela vai todas as quartas-feiras a casa dele e fazem sexo. Ela chama-se Claire; ele Jay. Não se conhecem minimamente e apenas trocam algumas frases de circunstância. O que importa ali é o encontro dos corpos e a obtenção do prazer num par de horas. Só que um dia ela não aparece... e ele sente um enorme desejo de a seguir... e tudo mudará com a introdução das "palavras" naquela relação tão singular. O filme-choque de 2001, de Patrice Chéreau, contém um conjunto de cenas de sexo que pasmaram plateias e até os críticos mais conservadores. De facto, a entrega dos actores é admirável e essas cenas nunca são exibidas com o rótulo de "gratuitas"; é mesmo fundamental para a história que tais conteúdos imperem de uma forma real e despojada, até porque o próprio filme serve-se do realismo (britânico até) para veicular as linhas fortes do argumento. A incomunicabilidade e o amor no mundo dos adultos são os grandes temas deste "Intimidade", mais até do que o polémico sexo. Aquelas personagens bem tentam compreender os fios que unem a sua relação, mas tudo se torna complicado quando se apercebem das suas próprias posições e limitações. Há ali amor, não de forma visível, mas há! A actriz Kerry Fox (Claire) acabou por vencer o Urso de Prata para Melhor Actriz no Festival de Berlim de 2001. De resto, atenção à presença discreta, mas segura, de Marianne Faithfull, a algum virtuosismo na realização e à excelente banda sonora.


Classificação: 4/5

6 comentários:

Betty Coltrane disse...

parece-me mesmo muito bom! A ver, a ver... =)

curse of millhaven disse...

hum...sugestivo... fiquei curiosa.

H. disse...

um poema triste à solidão que não se consegue superar, ao conformismo que nos impede de ser felizes. é um filmes belíssimo. mas muito, muito triste...

sonhadora disse...

Um filme em parte angustiante... a solidão... a falta de comunicação!! Gostei muito... Faz repensar um pouco as relações que temos ao longo da nossa vivência! Para mim é um 4,5 :)

Cataclismo Cerebral disse...

Betty e Curse: É um óptimo filme e diferente de tudo o que estamos habituados a ver neste tipo de histórias.

H: É triste, sim senhora. E perturbadoramente real...

Sonhadora: Pena ter ficado famoso apenas pelas cenas de sexo. Esqueceu-se tudo o resto :S

Bjs

sonhadora disse...

Sim tens razão... é uma pena o filme só ficar conhecido pelas cenas de sexo! Este é o tipo de filmes que desperta em nós um turbilhão de sentimentos e pensamentos...Como já disse gostei muito!