sábado, 25 de agosto de 2007

21 Grams - 21 Gramas (2003)


O Peso Da Alma

Um trágico acidente reúne três pessoas cujas vidas já passaram por momentos extremamente turbulentos. Cristina (Naomi Watts) ganhou as forças suficientes para fugir do submundo das drogas e do álcool e constituiu uma família bastante estável; Paul (Sean Penn), um matemático, vive dilacerado pela sua grave doença cardíaca e por uma relação que já viveu melhores dias; Jack (Benicio Del Toro) lá conseguiu encaminhar a sua existência, depois de ter sido preso, e agora já só quer levar um rumo pacífico com os seus filhos e esposa, seguindo-se quase fanaticamente pelos parâmetros religiosos. Mas como já disse, um terrível acidente colocará estas almas em estado de colisão, fazendo então com que os sentimentos de dor, culpa e vingança venham à tona. "21 Gramas" vem na sequência do aclamado filme "Amor Cão" e faz parte da "Trilogia da Morte" (sendo que a etapa conclusiva cabe a "Babel"). Este filme apoia-se numa realização virtuosa e numa estrutura narrativa fragmentada, que é sempre uma opção muito interessante e que joga com a habilidade do espectador: muitas vezes sabemos antes das personagens o que irá acontecer; outras, são-nos apresentadas cenas que não compreendemos imediatamente, mas que farão todo o sentido mais à frente na narrativa. É uma forma sempre original de se contar uma história mas, sinceramente, mesmo que o realizador tivesse optado pela forma clássica de realização, o argumento não perderia por isso e o impacto teria sido idêntico. É um filme extremamente depressivo, mas também belo e com alguns focos de esperança para aquelas personagens, principalmente lá para o fim. Nos momentos de maior vulnerabilidade, estas 3 pessoas quase que ganham uma dimensão angelical e somos conquistados por essa mágica sensibilidade. Está-se perante uma incrível jornada de dor e fé, de quem já desceu às trevas mas que mesmo assim de lá conseguiu ressurgir. Tudo aqui se conjuga perfeitamente, criando uma fita de inegável beleza e frontalidade, com superlativas interpretações de espantosos actores.


Classificação: 5/5

7 comentários:

Betty Coltrane disse...

Depois de uma crítica destas, quem é que não fica curioso para ver o filme? ;)

Carlos Pereira disse...

Embora Babel seja o meu preferido da Trilogia de Iñarritu, considero 21 Gramas uma verdadeira obra-prima. Dos mais depressivos filmes dos últimos anos, a par do maravilhoso Requiem For a Dream. Sobre a fé, sobre a redenção, sobre o amor. Obra excelsa!

Gonçalo Trindade disse...

Magnífico filme. Prefiro no entanto a complexidade narrativa e moral de Babel... mas são ambos filmes grandiosos de uma grande trilogia.

Abraço!

sonhadora disse...

Ainda não vi babel... mas 21 Gramas é poderoso! :)

curse of millhaven disse...

gostei muitissimo. já n me lembro bem mas acho que chorei um pouco com esse filme, olha só a novidade...:P

Francisco Mendes disse...

Uma experiência devastadoramente memorável.

Abraço!

Cataclismo Cerebral disse...

Betty: Força nisso ;)

Carlos: Requiem for a dream, Babel, 21 Gramas. Tudo bom cinema :) O poder do amor no cinema do Iñarritu tem um impacto surpreendente.

Gonçalo: É uma trilogia de se lhe tirar o chapéu!

Sonhadora: Ah pois é!

Curse: Olha que o filme angustia a esse ponto...

Francisco: Descemos às trevas mas acabamos por vir à tona, maravilhados por tal viagem...

Abraços e beijos