segunda-feira, 18 de junho de 2007

Extras


Ontem, a RTP2 voltou a exibir a excelente série Extras, no espaço Britcom. Este projecto é mesmo genial, muito devido ao enorme talento de Ricky Gervais e Stephen Merchant, os mentores do célebre The Office. Aqui retrata-se a dura vida dos figurantes, quer sejam do mundo do cinema ou do teatro. Em particular, seguimos o quotidiano de dois amigos, Andy e Maggie. Andy ambiciona chegar a actor principal e alcançar a tão desejada fama e riqueza; Maggie, menos implacável, dedica-se à conquista de um interesse amoroso. De realçar que nesta série encontramos as participações especiais de actores de renome: Ben Stiller (que surgiu no episódio de ontem, na pele de um terrível e egocêntrico realizador), Kate Winslet e Samuel L. Jackson. Brilhante e divertida, esta é a melhor opção para os enfadonhos serões de Domingo.

8 comentários:

curse of millhaven disse...

ainda ontem vi a repetição do camara clara a que fizeste menção, com o markl e o joão lopes. o markl referiu o ricky gervais como provavelmente o melhor comediante destes tempos. axo-o excepcional, infelizmente os extras só vi p aí 2 episodios...ontem n deu pra ver, tive d me levantar cedo. conheço melhor o office do q esta. o office é qq coisa d extraordinário........... :)

João HB disse...

Eu vi pela primeira vez, não estava lá muito bem disposto, mas mesmo assim o episódio conquistou-me. Gostei bastante.
No Câmara Clara, é impressão minha ou o João Lopes respondia sempre a mesma coisa e não dominava lá muito o mundo das séries? É que o senhor até disse que a música do Bonanza era do Dallas, até eu sabia aquilo e não tenho, nem perto, idade para ter visto aquilo.

Cataclismo Cerebral disse...

Foi mesmo confusão. Ele domina bem este tema, não só na questão da qualidade e conteúdos das séries, mas também no campo do marketing, da política económica e relevância social das mesmas.

Abraço

João HB disse...

Pois... Se calhar foi mesmo por o senhor não estar muito à vontade em frente das câmaras. E eu estar mal disposto levou-me a embirrar com ele, sempre era mais difícil ele cativar-me do que uma série como o Extras.

Betty Coltrane disse...

pois...
lá consegui ver o câmara clara, apesar de ter tido vontade de mudar mts vezes..
achei q ela cortou mts vezes o pio ao markl!
Não vi a série... só vi a litle britain, e depois mudei pa 1 pa ver o sin city!! grande filme!!!

Cataclismo Cerebral disse...

Sim, ela consegue ser um pouco cortante. Quanto ao Sin City, considero-o uma das minhas grandes desilusões, acho-o mesmo muito mau :S

Bjs

Betty Coltrane disse...

Eu gostei bastante, principalmente da estética... as personagens estão um pouco superficiais, e os diálogos são completamente bd, o que por vezes não resulta muito bem no cinema, talvez falhe por aí... =))

beijão!

Cataclismo Cerebral disse...

Sim Betty, concordo contigo. Um dos pontos fortes do filme é a sua estética, muito à filme noir (prestando a devida homenagem à BD) e bastante sexy. Para mim, o problema principal é que o filme não tem "miolo" dramático: tudo se resume a uma sucessão mais ou menos elaborada de cenas de pancadaria, por tudo e por nada, sem estabelecer qualquer relação emocional com o espectador. No fim de contas,
num filme onde se passa tanta coisa, não pude deixar de me sentir aborrecido (palavra que não gosto de usar em termos cinematográficos) com o quão monótono é o desenvolvimento da narrativa.

Bjs