sexta-feira, 15 de junho de 2007

Perdidos como nós!

Este é um dos grandes filmes da minha vida! Entra no meu Top 10 à vontade... Uma obra bela, singela e contemplativa. Aqui o que reina são os afectos, as emoções, os pequenos gestos (dos quais o sussurrar ao ouvido no final é o expoente máximo), muito mais que os diálogos. Além disso, serve uma linda e poética homenagem ao Japão, esse recanto que tão bem combina a exaltação das tecnologias modernas com as mais puras tradições milenares... Quanto à banda sonora, está mais do que adequada. Enfim, é um filme que me deixa de bem com a vida e que se deve rever vezes sem conta!

4 comentários:

Betty Coltrane disse...

Sem dúvida nenhuma. Também o adoro! Sophia Coppola rules!!!! lol! =) A cena do karaoke é totalmente mítica

Maria del Sol disse...

Mais uma vez acertaste em cheio num dos meus filmes de eleição... e numa das minhas bandas sonoras favoritas, com o toque de Midas dos Air, como não podia deixar de ser ;)

É graças a posts como este que tenho sempre vontade de vir cuscar o teu blog :)
Baci

Betty Coltrane disse...

Estás a ver? Ainda tu dizes q o teu blog não é interssante... =))

big kiss! chuac!

Cataclismo Cerebral disse...

Vera: A cena do karaoke é muito tocante mesmo. E a Sophia é realmente uma grande realizadora! Vou tentar aumentar a minha auto estima enquanto blogger :P

Maria: Muito obrigado pelas tuas palavras, fico contente que gostes deste blog. A banda sonora encaixa-se perfeitamente com o espírito do filme, completa aquilo que estamos a ver.

Bjs