quarta-feira, 11 de abril de 2007

Código, Codex...

Sem querer cair no risco de me repetir, a verdade é que outra moda chegou também aos livros e documentários televisivos: a inclusão da palavra "Código" ou derivados nos títulos de qualquer uma destas obras. Actualmente, tudo o que tenha uma temática religiosa e se proponha a desvendar (?) algumas curiosidades é automaticamente apelidado de Código para atrair a atenção do público. Chega-se a um ponto em que parece que já não há diferenciação entre os vários conteúdos e que tudo é feito para aproveitar a febre do livro do Dan Brown e, assim, gerar lucro fácil. O que é demais acaba por enjoar...

Um comentário:

curse of millhaven disse...

nem me fales em código... deve ser das palavras que mais ouvi durantes estes meus últimos quatro anos. pelas razões que já sabes ;)
n sabia q tinhas um blog!! obrigadinha plo secretismo......

mas sim, tens razão, após o livro do dan brown surgiu toda uma maralha de gente a escrever codigos (ou codexes, uma tentativa desesperada de não ficar muito colado ao género) disto e daquilo e imagine-se a descodificar o que outros escreveram!