quarta-feira, 9 de maio de 2007

Vida Interrompida

O Governo pretende reduzir o apoio ao arrendamento jovem, quer em termos de valor, quer de duração. Este projecto está agora a aguardar resposta do Ministério das Finanças. Segundo esta lei, o subsídio passa de 75% da renda para um máximo de 50% e mínimo de 7.5%. Estamos a ir no bom caminho, sem dúvida! Independência é termo que não se deve encontrar no nosso léxico... É sabido que até já se encontram casas "em saldo", por mais estranho que o conceito possa ser, mas dificilmente a camada jovem poderá assumir um passo tão importante, já que a precariedade do emprego é uma realidade constrangedora e a entrada nos quadros das empresas pode demorar anos ou até nunca se concretizar. A isto junta-se o facto de que, por exemplo, para se pedir um empréstimo de €5000 a qualquer instituição financeira, é necessário que essa pessoa esteja efectiva no seu local de trabalho... Urghh!!! E todos sabemos que, actualmente, não existem empregos para toda a vida, como outrora.

Recentemente, surgiu um estudo que iguala Portugal e Itália, em termos de jovens entre os 24/35 anos que ainda vivem na casa dos pais. Pudera, desalojados é que não é solução! Há que se ter em mente que muitas vezes não é por opção, é porque não há alternativa à vista...

4 comentários:

Pedro o Galinha disse...

Tão opostos á política Norueguesa que apartir do 18 anos os filhinhos levam logo um xuto no trazeiro e ala pá vida com o estado a financiar grande parte da sua "independencia"... Ai Ai mãezinha que nos aturas até ao casamento pk n temos graveto pa sáir de casa sozinhos

Betty Coltrane disse...

Uf, a quem o dizes!!!!! O cenário está cada vez mais negro, e se há quem não se importe de ficar em casa dos pais até aos trinta anos, esse não é o meu caso! Faz-me sentir uma inútil ainda viver à custa dos pais...

***

Corey Taylor disse...

afinal n sou o unico revoltado com estas politicas macabras deste nosso país à beira-mar plantado... cada vez tenho mais a certeza que este n é o caminho a seguir... abram alas pro noddy?? nepia...pro desemprego...

Cataclismo Cerebral disse...

É que todos os dias parece que surgem notícias destas, completamente desanimadoras! Não há escapatória possível...